Home / Fotos / América do Sul / Duty Free Shop Puerto Iguazu (Argentina)
Duty Free Shop Puerto Iguazu (Argentina)

Duty Free Shop Puerto Iguazu (Argentina)

O Duty Free Shop Puerto Iguazu fica na Província de Misiones, na Argentina, e a entrada lá é bem tranquila, uma vez que fica entre as duas imigrações, ou seja, num espaço em que teoricamente é livre do controle da alfândega, é por isso que para ir do Brasil para lá não precisa mostrar documentos à imigração argentina. O prédio da imigração, inclusive, fica vizinho ao Duty Free, o que mostra que se você quiser sair de lá para dar uma passo que seja para dentro da Argentina, tem que apresentar a documentação.

Bem, chegamos ao Duty Free e logo na entrada da loja tivemos nossas bolsas lacradas. Você pode até entrar com o celular, mas não é permitido bater fotos de dentro do prédio, que na verdade é uma grande loja (tipo um shopping) com preços nem tão camaradas assim. Vi muitos blogs dizendo que é um “lugar maravilhoso para compras”, mas deixo os adjetivos “elogiativos” para cada um, pois preço de itens importados e o conceito de caro e barato depende das experiências de cada um. A grande loja é toda decorada por motivos em cada sessão, por exemplo, a loja de cosméticos (maquiagem e perfumes) tem decoração parisiense.

Veja o Pos-índice sobre os 5 dias da nossa viagem a Foz do Iguaçu, clique aqui!

Não achei as coisas tão baratas, mas de qualquer maneira, havia coisas interessantes.
Para quem curte chocolates importados, por exemplo, tem uma promoção por lá na qual você compra 3 itens de uma marca e só paga dois (os dois mais caros, obviamente). Existem mil modelos de bonecos de M&Ms que quem gosta deve querer todos, tem M&M baterista, guitarrista, aviador, tem de tudo. Eu, felizmente, não sou consumista, e acho que fui a única mulher dentro daquele shopping que não saiu comprando tudo que via pela frente!

Pulo do gato do Duty Free
Eles oferecem um transfer gratuito, ou seja, você liga, agenda o horário, o transfer te pega e de deixa no hotel. Então a ideia é: você visita o Duty Free antes de ir ao Paraguai, vê o que você gostou, toma nota de tudo e de preferência não compra nada, depois vai ao Paraguai e compra o que você quiser, se ainda quiser algo que não tinha (ou que não deu tempo você encontrar) no Paraguai, aí você volta ao Duty Free e compra.

Obs.: os perfumes e as maquiagens no Paraguai são mais baratos, mas o Duty Free tem coisas para todo tipo de ocasião e de gosto.

Lojas
Quando você entra no shopping a loja-âncora é uma de utilidades domésticas, com descascadores para todo tipo de fruta e de legume. Panelas, vasilhas e outras futilidades lindas para a casa. E sim amiga dona-de-casa, dá vontade de comprar muito, mas lembre-se que você tem uma mala e uma franquia de 23kg, a não ser que você queira pagar excesso de bagagem. Nesta mesma loja tem uns itens fofos de Romero Britto. Saindo desta loja você vai encontrar loja Ray Ban (que vende outras marcas de óculos e de relógios), loja de cosméticos (incluindo perfume), bolsas, malas, de chocolates, de bebidas, de eletrônicos e a loja da M.A.C., com batons por 18 dólares.

Restaurante-bar
No meio do shopping tem um restaurante-bar chamado Chivas que serve almoço (atenção: um prato serve duas pessoas que comam normalmente. Lá na Argentina dizem que os pratos servem uma pessoa, mas eu e meu namorado percebemos que apenas um prato teria nos servido com tranquilidade). O valor é em peso (mas aceitam dólar e real) e o preço da refeição neste restaurante, ao contrário do que parece, é muito bom. A empanada é uma delícia, peça uma antes do almoço, pois o almoço demora e a empanada geralmente tem pronta.

Compras
Você não precisa pagar o item na loja que você comprou. Apesar do Duty Free ser um tipo de shopping com várias ambientes que vendem itens diferentes, na verdade é uma loja só, então você vai colocando os itens no carrinho ou na cestinha e paga tudo na saída da loja. Quando chegar ao caixa, um funcionário vai abrir o lacre de sua bolsa e aí sim você paga. O único lugar dentro do duty free que você precisa pagar no ato da compra é o restaurante, então você vai até algum segurança lá mesmo no restaurante, ele abre sua bolsa, você tira sua carteira e depois ele lacra de novo.
Caso você não compre nada em toda a loja é só ir para a saída e pedir para o segurança tirar o lacre de sua bolsa.

Itens interessantes para viajantes
Enquanto as pessoas compravam perfumes, eu garimpava a loja de malas em busca de coisas interessantes que pudessem me ajudar nas viagens. Achei dois itens imprescindíveis para quem vive pelo mundo: uma balança portátil para malas e um adaptador universal para todo tipo de tomada. Havia dois modelos de balanças, uma analógica e uma digital, que custavam respectivamente 18 e 25 dólares cada uma, a desvantagem de coisa digital é que precisa de pilha (neste caso) ou de bateria. O adaptador universal custava em torno de 20 dólares.
Obs.: depois fui pesquisar em sites de vendas pela internet e vi estes itens com preço mais em conta.

Roupas e bolsas
Achei tudo caro. Como falei antes, depende do seu parâmetro. Com o dólar acima de R$2,30 não achei que valesse a pena comprar nada, pois sairia praticamente o mesmo preço do Brasil e eu teria que carregar muito mais bagagem na volta pra casa.

Estacionamento
Apesar de eu sempre conferir todos os detalhes dos lugares que visito para colocar aqui pra vocês, fomos no ônibus da excursão e esqueci de verificar o preço, mas vi no site do Duty Free que o estacionamento é gratuito.

Bom, acho que falei tudo (o que eu lembro) sobre o Duty Free Shop Puerto Iguazu.

Não deixe de ver o nosso post Compras no Paraguai – Dicas. Apesar de todo mundo falar da sujeira e da muvuca do comércio paraguaio, não é tão caótico assim, deixe a frescura de lado e vá lá conferir, vale a pena se você souber os lugares certos para comprar.

Sobre Priscila Lima

Administradora apaixonada por viagens e que aproveita cada dia de folga para descobrir uma coisa nova pelo mundo. Compartilhar informações sobre qualquer coisa e cuidar deste site são seus passatempos favoritos.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicadoOs campos marcados são obrigatórios *

*

Subir
%d blogueiros gostam disto: